Somos um povo miscigenado, e por isso somos únicos e devemos valorizar nossas singularidades! Cada um de nós possui um tom de pele diferente e saber valorizar essa característica é um ato de amor!

Cada cor que usamos além de mostrar nossa personalidade pode também nos iluminar, por isso, quero te apresentar um jeito simples para descobrir quais *cores e tonalidades podem fazer isso! Ah, deixa eu te contar: o mais legal dessa técnica é que funciona para todos os tons de pele independentemente se ela for branca, parda, amarela, indígena ou negra!


Para começar, é importante que você esteja sem maquiagem e com o cabelo preso, principalmente se a coloração dele não for a natural, pois pode alterar na percepção das cores atuando no seu rosto. Aproveita e separa umas blusas básicas ou lenços coloridos, um espelho e procura por um lugar com luz natural.

Mulher Negra

Separou tudo? Anota aí: as cores da sua paleta pessoal são aquelas que vão te iluminar, fazer com que sua pele pareça mais uniforme, sem marcas de expressão ou manchas e te deixam com aspecto natural. Elas geralmente já fazem parte do seu guarda roupa de forma inconsciente e podem ser divididas em frias e quentes e tem relação com o subtom da sua pele que pode ser quente, frio, neutro ou oliva.

Preparada? Vamos lá! Coloque por cima do seu tórax uma blusa vermelha, e observe como o a cor dela reflete em você, se a sua aparência fica iluminada ou com aspecto de cansada, se seus lábios ficam com a cor mais forte ou ficam apagados, se suas marcas de expressão se sobressaem ou não aparecem. Essa noção do efeito da cor em seu rosto pode levar alguns minutinhos até que o seu olho se acostume e seja possível perceber as diferenças no seu rosto.


Repita este processo com peças de outra cor e observe como sua pele reage e vá anotando. Priorize as cores puras, que estão na camada mais externa do círculo cromático para só depois ir testando tons mais pastel ou mais vivos. Agora que você já testou diversas opções me conta: quais cores realçam mais a sua beleza? As quentes, frias ou as duas? Ainda está na dúvida? Peraí que tem mais alguns macetes que você pode usar para descobrir sua cartela!

Se sua pele se ilumina com jóias de cor prata seu subtom é frio, com as douradas é quente, se combinar com os dois é neutro. Se quando você toma sol fica bronzeada dourada seu subtom é quente, se fica opaco/café é neutro e se fica queimada é frio. Se as suas veias são verdes seu subtom é quente, se são roxas e azuis é frio, verdes e roxas é neutro. Em peles negras temos ainda o subtom oliva que possui um aspecto esverdeado por possuir um fundo amarelado e azulado.

Observou e pensou em você com as dicas que te dei aqui em cima? Deixa eu te contar um segredo: a natureza é tão sábia que nos criou com os tons próprios da nossa beleza, ou seja, a cor dos nossos olhos, cabelo, pelos, sobrancelhas, lábios e todo o resto faz parte da nossa paleta pessoal de cores.

E agora, um último segredo: o método original possui 4 cartelas baseadas nas 4 estações do ano e atualmente existe um método expandido que chega a ter 3 cartelas para cada estação, resultando em 12 combinações de cores diferentes! Incrível, não é mesmo?! Se eu fosse você iria agora atrás dessas cartelas de cores no link que está logo abaixo e pesquisaria qual é a ideal para você! Ah, só não esquece que existem profissionais super qualificados por aí prontos para te ajudarem nessa missão de autodescoberta linda e luminosa!

https://carolejacksoncolors.com/take-the-test/

*Este é apenas um direcionamento para você começar a entender a relação das cores com sua pele. Para resultados mais assertivos, o ideal é procurar um consultor de imagem que vai conseguir te apresentar o método utilizado para a obtenção da sua paleta de cores pessoal de maneira mais abrangente.

Para ler o estudo completo sobre o método de paleta de cores pessoal procure pelo livro “Color me beautiful”, de Carole Jackson, cujo trabalho foi um dos precursores no ramo de coloração pessoal.

Fernanda Bezner

Bacharelada em moda