O corpo humano é composto de nada mais nada menos do que mais de 3 milhões de glândulas sudoríparas que desempenham um papel essencial na regulação da temperatura corporal. A forma mais comum para realizar esse controle é através da liberação de um fluido que recebe o nome de suor.

Quando excretado, o suor não possui odor. Contudo, ao entrar em contato com as bactérias do ambiente ele começa a apresentar um odor bastante desagradável. Devido a esse fato, a criação de produtos que controlem essa transpiração ou que eliminem esse odor começaram a ser fabricados. Eles receberam o nome de antitranspirantes e desodorantes.

Os antitranspirantes, devido aos seus benefícios, passaram a ser amplamente utilizados por pessoas em todas as regiões do mundo. Contudo, o que muitas pessoas não sabem é que esse produto que, em um primeiro momento parece ser inofensivo, pode causar grandes danos a sua saúde.

Continue acompanhando esse artigo para que você possa esclarecer de uma vez por todos esses pontos e tirar todas as suas dúvidas.

O que é um Antitranspirante?

O antitranspirante é nada mais nada menos do que o produto que possui a finalidade de controlar a transpiração da axila.

Esse produto possui como principal ingrediente ativo o alumínio, responsável pela formação de um gel que não permite com que as glândulas sudoríparas liberem o suor por um determinado tempo.

A diminuição da transpiração através dos antitranspirantes é comprovada cientificamente, com isso, todas as pessoas que os utilizam ficam satisfeitas com o resultado. Contudo, eles não devem ser usados com frequência pois além de comprometer o equilíbrio térmico do corpo, o alumínio também pode causar graves problemas de saúde.

Malefícios do Alumínio

O alumínio, como dito anteriormente, é o principal ingrediente dos antitranspirantes. Porém, é mais do que importante que você se atente com a concentração dessa substância no produto. Isso devido ao fato de que, dependendo dessa concentração, esse ingrediente pode causar sensibilidade na pele e até problemas como a dermatite de contato. Afinal, essa substância possui um alto potencial irritativo

Além disso, uma pesquisa realizada com os antitranspirantes nos Estados Unidos, concluiu que os efeitos colaterais mais comuns causados por esses produtos incluíam ataques de asma, enxaquecas e problemas de pele.

Como diferenciar um antitranspirante de um desodorante?

É importante lembrar que os desodorantes e os antitranspirantes não são a mesma coisa. Afinal, esses eles possuem propósitos totalmente diferentes a agem de maneira completamente diferente quando são aplicados na pele.

Você poderá identificar se o seu produto é um antitranspirante se ele apresenta em sua composição alguma forma de alumínio como, por exemplo, Cloridrato de alumínio, Tricloro-hidretex, Glicina de zircónio de alumínio, Hidroxibrometo de alumínio, Sulfato de alumínio, entre outros. Afinal, como explicado anteriormente, esse ingrediente é o principal composto desse tipo de produto.

Já os desodorantes ao contrário dos antitranspirantes, não possuem alumínio em suas formulações. Eles são formulados com ativos antibacterianos e fragrâncias para mascarar o mau odor corporal. Sendo que, o agente antibacteriano mais presente nesse produto é o álcool.

Por: Leticia Paes
Farmacêutica